FANDOM


Header-Desktop-Amanita tcm611-204785


Amanita Nightshade é uma personagem inserida em 2015. Foi inserida somente nos webisódios. Ela é uma planta monstro, nascida da semente da Flor Cadáver, uma flor extremamente rara que só floresce a cada 1300 anos.

RetratistasEditar

Ela é dublada por Heather Moiseve em Inglês.

PersonagemEditar

HistóriaEditar

Amanita é uma flor rara cuja origem é desconhecida. Ela pertencia a uma tribo Tiki, que a adorava, mas farta do ambiente, ela voltou a sua forma de flor. Os aldeões, fartos de suas necessidades constantes de auto-absorção, deu a de presente para a Família De Nile, mas ela foi detida por Nefera de Nile.

Ela foi bem cuidada por Nefera, durante seu tempo de princesa do Egito, mas, quando a Família De Nile ficou sob uma conspiração de Ramses de Nile, eles tiveram que enterrá-la e mumificá-la. Amanita, usando seus poderes de odor para controlar Nefera e levá-la com ela, foi sepultada também, em uma tumba, onde ela e os De Nile dormiram por milênios.

Eventualmente, a família acordou de seu longo sono e durante esse tempo, Amanita foi a única companhia de Nefera, falando com ela o tempo todo. Eventualmente, no ano de 1300, um tremor de terra ocorreu, resultando em uma rachadura nas paredes da tumba. Enquanto a família De Nile celebravam sua bênção, Amanita floresceu no 1300º dia. Ela era uma importante fonte de informações, porque, uma vez ela ouviu conversas enquanto era uma flor, ela avisou aos De Nile sobre a importância das embalagens. Ela falou sobre si mesma também, e sua "suposta" fama. Um dia, uma caravana passou pela tumba, deixando os De Nile desesperados por ajuda. Como eles tentaram sair da tumba pelo buraco na parede, eles descobriram que Amanita era a única fina o suficiente para passar através dele. Ela prometeu trazer ajuda para os De Nile, mas quando ela se juntou a caravana liderada pela Medusa, ela se esqueceu de Nefera, Cleo e Ramsés.
Ama

Caminhando junto com a caravana, ela exigiu a adoração de todos e desrespeitando as regras. Eventualmente, ela bebeu a maior parte das reservas de água armazenadas pela Medusa, uma vez ela se considerava digna dela. Mas isso lhe causou problemas com a Medusa, que eventualmente ficou doente de suas artimanhas, alegando que ela tinha que pagar os custos de água ou tratar os camelos durante 31 dias. Cansada da forma que ela foi tratada e porque se sentiu desrespeitada, ela retornou à sua forma de flor para um "cochilo" de 1300 anos, para escapar de seus deveres e esperou despertar em uma era onde ela poderia ter um melhor tratamento.

Eventualmente, a flor de Amanita cruzou os caminhos de Monster High e armazenada na estufa, onde
Jhi

Amanita florescendo

foi admirada pelos estudantes, até que, na noite do Glom and Bloom, 1300 anos depois de seu último contato com o mundo, ela finalmente floresceu e recuperou sua forma humanoide.

PersonalidadeEditar

Amanita considera-se um dos monstros mais belos que já existiu, e acredita que todo mundo a respeita por sua beleza. Mas enquanto ela é bonita, sua personalidade é o oposto. Ela é incrivelmente egoísta e narcista, a ponto que refere-se a si mesma na terceira pessoa. Ela não se preocupa com ninguém, exceto ela própria, acredita que todo mundo está aqui para servi-la, e se sente ofendida quando alguém se recusa a fazer o que ela diz. Como resultado, ninguém quer saber dela, mas ela parece ignorar sua forma desagradável que ela é com os outros.

Outra grande característica definidora de Amanita é a sua paixão por roubar outros pertences, ou "empréstimo-los". Esta característica deriva muito da sua necessidade de autoridade, vendo como ela se considera digna de tudo e sente que os outros precisam pagar-lhe a sua existência. Ela é bastante sorrateira ao fazê-lo também, sem que ninguém perceba.

AparênciaEditar

Amanita tem duas formas: a sua Flor Cadáver e sua forma Semente Má (humanoide).

  • Semente Má:Como a Semente Má da Flor Cadáver ela é um monstro planta humanoide com pele verde, cabelo azul e roxo profundo longo e ondulado, e suas pestanas se assemelham a pequenas folhas. Ela tem olhos lilás com um tom esverdeado. Ela gosta de se vestir com fantasias, vestidos elegantes com padrões de folhas e de planta.
  • Flor Cadáver: Como uma flor cadáver, ela tem grandes pétalas exteriores roxas e os interiores menores. Ela tem videiras verdes e uma semente verde no topo da estrutura da flor. Quando a flor desabrocha a semente verde salta para fora e a pétala cai no chão, exibindo uma forma de flor.
Amanita-nightshade-grid tcm611-254887

Perfil de AmanitaEditar

Comida preferidaEditar

Água filtrada com uma borrifada de fertilizante.

Atividade favoritaEditar

Amo ser adorada e celebrada por minha beleza interior e exterior.

Estilo de matarEditar

O meu estilo, cuidadosamente cultivado, faz com que outra flor do jardim fique parecendo um simples matinho. Não que falte cor nas outras flores, mas elas parecem apenas quando comparadas a todo o meu estilo floral.

Bichinho de estimaçãoEditar

Tenho uma larva que serve tanto de acessório como de bichinho.

O que mais te irritaEditar

Você quer saber o que me deixa podre? Um serviço ruim e os monstros que o executam. Se você não dá conta de fazer as coisas direito, não fique bravo quando eu reclamar.

Dito monstroEditar

Eu acredito que não há nada mais maravilhoso que o som da minha própria voz, mas as outras acham que tem uma voz tão importante quanto a minha. Passei muitos anos pensando sobre isso e mesmo assim, não dou crédito a tal argumento.

CuriosidadesEditar

  • Seu primeiro nome vem do gênero dos fungos, Amanita, enquanto o seu segundo nome vem da família das plantas.
  • Ela baseia-se na planta Amorphophallus titanum (Flor-Cadáver), que também floresce a um certo número de anos. Esta planta também é conhecida por que emite um mau cheiro quando ela poliniza, o que parece ser refletido no comportamento desagradável de Amanita.

Monstro clássicoEditar

O jarro-titã, flor-cadáver (Amorphophallus titanum) é a espécie que produz o que se considera a
Flor

Flor cadáver

maior inflorescência do mundo (apelidada de espádice). Quando desabrocha, a inflorescência chega a atingir três metros de altura e pode pesar até 75 quilogramas. Na realidade, apesar de ser por vezes considerada a maior flor do mundo, produz uma inflorescência, pelo que a maior flor de facto é a Rafflesia arnoldii, nativa do mesmo continente. Os florescimentos são raros porque a planta é muito difícil de cultivar, incluindo em condições ideais.


ApariçõesEditar

Veja também:Editar